Proteja seu smartphone de ameaças virtuais

A maioria dos usuÁrios de smartphones, apesar de preocupada com a segurança de suas informações, não utiliza nenhum software de proteção nos seus dispositivos.

A conclusão é de uma pesquisa feita pela unidade latino-americana da ESET, que ainda descobriu que 79% dos usuÁrios de dispositivos móveis utilizam seus smartphones e PCs de bolso para buscar informações na web e 40% relatou ter sofrido roubo ou extravio dos dispositivos durante o último ano.



"Mesmo que 96% dos usuÁrios destes dispositivos se digam preocupados pela segurança de sua informação, 74% declarou não utilizar nenhuma solução antivírus ou de segurança", observa Federico Pacheco, Gerente de Educação e Investigação da ESET América Latina. "Os smartphones e PCs de bolso são os novos alvos de ataque que os usuÁrios muitas vezes não se dão conta de que, como qualquer dispositivo com acesso a Internet, estão expostos diariamente a uma inumerÁvel quantidade de ameaças virtuais, somadas ao risco de roubo e à perda de informações", completa.

De fato, as plataformas móveis têm sido alvos de ataques, ainda que em número bem menor que o PC. O iPhone, por exemplo, mesmo considerado seguro, traz riscos após passar pelo processo de jailbreak, podendo ficar exposto a worms que, inclusive, roubam dados bancÁrios. O Android, eventualmente, recebe aplicativos falsos que interceptam informações. Isso sem contar a quantidade de aplicações legítimas que coletam dados demais sobre o usuÁrio.

Para auxiliar os usuÁrios a minimizar os riscos, os especialistas em segurança virtual da ESET América Latina desenvolveram uma lista com dez prÁticas bÁsicas de segurança:
  1. Ative o acesso ao dispositivo através de senha pessoal (PIN). Se o equipamento permitir, crie também uma senha para o desbloqueio para impedir o uso por terceiros, assim como o acesso aos dados armazenados em caso de perda ou roubo.
  2. Realize uma cópia de segurança dos dados do dispositivo. Isso permitirÁ manter em segurança informações da agenda, fotos, vídeos, documentos armazenados, downloads e outros, para que possam ser restaurados em caso de infecção ou incidentes com perda de informações.
  3. Ative as conexões por bluetooth, infravermelho e WiFi somente quando for utilizÁ-las, evitando que se convertam em portas de acesso para possíveis criminosos. Se possível, estabeleça senhas para o acesso ao dispositivo através destas conexões.
  4. Assegure-se sempre que os equipamentos a que estejam conectados os dispositivos estejam limpos e não irão transmitir arquivos infectados ao telefone.
  5. Não insira cartões de memória no dispositivo sem ter comprovado antes que estão livres de arquivos infectados com algum tipo de código malicioso.
  6. Só faça downloads de aplicativos de sites de confiança ou lojas oficiais, que devem estar sempre certificadas pelos fabricantes.
  7. Não entre em links enviados através de mensagens SMS/MMS não solicitados e que resultem no download de conteúdo no aparelho.
  8. Desconecte sempre os serviços de web que exijam senha antes de fechar o navegador web.
  9. Instale um software antivírus, que detecta e impede a execução de ameaças no celular, bem como sua transmissão para outros equipamentos.
  10. Anote o número IMEI (Identidade Internacional de Equipamento Móvel) de seu telefone. Este número, único para cada dispositivo móvel em todo o mundo, permite às operadoras desativar o telefone em caso de roubo, inclusive se for trocado o chip SIM. Para ver o código, digite *#06#.
Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.