Casemod de Bioshock submerge hardware em óleo mineral

Não é todo mundo que teria a coragem de submergir os componentes do PC, mas, entre os fanÁticos por casemod, usar o líquido certo pode ser não só uma solução de resfriamento, como também permite modificações interessantes.

É o caso de um usuÁrio que resolveu mergulhar os componentes de um media-center baseado no chipset Nvidia Ion e processador Intel Atom em óleo mineral, tudo sob a guarda de um Big Daddy, do game Bioshock.



Para realizar a façanha, o usuÁrio precisou de um aquÁrio de plÁstico com alguns acessórios (como a bomba para formar bolhas), um boneco do Big Daddy, e quatro galões de óleo mineral, comumente utilizado como laxante. Todas as peças, com exceção do disco rígido, ficam submersas, montadas sobre uma chapa de acrílico fixada na traseira do aquÁrio. Tudo isso custou cerca de US$195, isso sem contar o próprio hardware, que custou por volta dos US$200.

Aquarium Media Center PC from sirleechalot on Vimeo.


- Continua após a publicidade -
Como o óleo mineral não conduz eletricidade, ao contrÁrio da Água, os componentes não correm nenhum risco. De acordo com o responsÁvel pela customização, o material ainda proporciona algumas vantagens no resfriamento e na performance do equipamento, eliminando os ruídos provenientes do cooler.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.