Apps pagas do Android Market podem chegar ao Brasil

A loja de aplicativos para smartphones Android disponibiliza uma grande variedade de opções, mas nem todas aparecem para todos os usuÁrios. Isso porque apenas alguns países podem visualizar e comprar as aplicações pagas, o que não é o caso do Brasil.

Essa realidade dÁ sinais de que pode mudar em breve, após um comunicado do Google enviado aos desenvolvedores, anunciando a expansão do Android Market  para outros mercados.


A companhia, por enquanto, não revelou maiores detalhes, nem mesmo sobre os lugares que receberão a novidade, limitando-se a informar que adicionarÁ "suporte a aplicativos pagos em mais países durante as próximas semanas", conforme o site Nexus404.

A empresa de anÁlise de aplicativos móveis Distimo, porém, afirmou ao TechCrunch que detectou aplicações pagas se dirigindo ao Android Market no Brasil. Outros países incluem Argentina, Finlândia, Hong Kong, Bélgica, Israel, México, Rússia, EslovÁquia, Singapura e África do Sul. O blog da companhia afirma que usuÁrios desses países jÁ podem visualizar apps pagas, mas ressalta que a lista pode não ser definitiva. Alguns relatos ainda dão conta de que a Polônia, Hungria e Suécia, antes sem suporte, agora jÁ contam com aplicativos pagos.

O Google pede aos desenvolvedores que atentem para as configurações de publicação dos seus produtos, uma vez que poderão ser modificadas para aparecerem em outras localidades. Resta esperar os próximos dias e ficar de olho no Android Market para saber se, finalmente, teremos acesso a todas as aplicações.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.