Sony é processada por nova quebra de patente com PS3 e telas LCD

Parece que não passa um mês sequer em que a Sony precisa lidar com um novo processo nas costas. Exageros à parte, a companhia agora enfrenta uma intimação judicial vinda da chinesa Chimei Innolux Corp, que alega violações de patente de armazenamento de arquivos temporÁrios no Playstation 3 e em telas LCD de televisores das linha Bravia e notebooks Vaio.


A Chimei ressalta que a Sony infringiu a patente e jÁ trouxe prejuízos astronômicos de milhões de dólares à companhia chinesa, jÁ que esta não pagou um centavo sequer para utilizar a tal tecnologia de armazenamento de dados em um disco rígido interno. A intenção da Chimei é proibir a comercialização dos produtos da Sony envolvidos no caso em países como MÁxico, Japão e na própria China, segundo o site Gamasutra.

No momento, a Comissão Internacional de Negócio dos Estados Unidos investiga o caso, onde as duas envolvidas jÁ têm registro prévio de outra quebra de patente. Só que, neste caso, é a Sony quem acusa a Chimei por violação de direitos de reprodução para uma tecnologia de menus de telas.

Assuntos
Tags
  • Redator: Andrei Longen

    Andrei Longen

    Jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Andrei Longen é entusiasta por videogames desde os 7 anos, quando ganhou um Odyssey 2, seu primeiro console. Hoje tem PS4, PS3 e PS Vita e adora caçar troféus em todos os jogos. Colabora no Adrenaline com notícias, análises, artigos, colunas e vídeos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.