Kaspersky e Microsoft unem forças no combate a brechas

A Kaspersky Lab, empresa especializada no desenvolvimento de soluções de segurança para informÁtica, anunciou um acordo de cooperação com a Microsoft para combater vulnerabilidades no Windows.

Classificadas como "Dia Zero", são falhas críticas exploradas pelo worm Stuxnet (Worm.Win32.Stuxnet), utilizado para espionagem industrial. A mais recente possibilita a elevação de privilégios no sistema, permitindo ao invasor o controle completo sobre a mÁquina afetada, e serÁ corrigida nas próximas atualizações de segurança da Microsoft.


O Stuxnet foi desenvolvido especificamente para explorar o pacote de softwares de gerenciamento de sistemas de controle industrial SCADA WinCC produzido pela Siemens, e vem sendo alvo de intensas pesquisas da comunidade de segurança desde julho deste ano.

Nesse período, a Kaspersky vem detectando falhas usadas pelo malware, reportando à Microsoft. Além de explorar arquivos com extensão PIF e atalhos (LNK), o programa malicioso também se aproveita de outras quatro vulnerabilidades no Windows, incluindo uma existente no serviço de compartilhamento de impressoras. Essas falhas jÁ foram detectadas pela empresa e reportadas à Microsoft como críticas, o que deu origem ao Boletim de Segurança MS10-061 publicado no último dia 14.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.