API Vulkan é um dos requisitos para versão PC de Detroit: Become Human; confira as recomendações

Nesta semana a Quantic Dream anunciou que a exclusividade de Detroit: Become Human e mais dois outros jogos que antes só haviam saído para consoles da Sony não vai mais existir. Os jogos vão chegar ao PC ainda em 2019 e serão exclusivos temporários da Epic Game Store, como parte de um acordo com a desenvolvedora, que garante à loja digital os direitos exclusivos de venda dos títulos por pelo menos um ano.

Heavy Rain, Beyond: Two Souls e Detroit: Become Human vão chegar ao PC na Epic Games Store

Apesar de ainda não terem data de lançamento definida, a página dos jogos já estão disponíveis na Epic Games Store e algumas alterações revelaram os requisitos de Detroit: Become Human.  Na parte gráfica, uma Nvidia GTX 660 ou placa equivalente é apontada como um dos requisitos mínimos, acompanhada de um i5-2400 de 3.4GHz e 4GB de RAM. 

Já os requisitos recomendados apresentam um i7-2700K ou equivalente, 12GB de RAM e uma Nvidia GTX 1080.

Como era de se imaginar, a API Vulkan aparece na lista de requerimentos do jogo, isso porque o Playstation 4 não faz o uso do DirectX, diferente do Xbox One. Como o console da Sony faz o uso de uma API personalizada para sua solução baseada em AMD, é provável que o desempenho em tecnologias da empresa apresente os melhores resultados, mesmo não aparecendo na lista de requisitos neste primeiro momento. 

Detroit: Become Human - Epic Games Store

- Continua após a publicidade -

As recomendações de Heavy Rain e Beyond: Two Souls também foram reveladas no site da Epic Games Store, mas a única diferença é que ambos requerem DirectX 11

Os jogos da Quantic Dream ainda não têm data de lançamento para PC, mas devem sair ainda em 2019 e serão exclusivos da Epic Games Store até 2020.

Via: Techpowerup, Wccftech
Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.