Razer e Tencent fazem parceria para otimizar seus jogos em dispositivos móveis

A Razer anunciou nesta semana uma parceria com a empresa chinesa de tecnologia Tencent para colaboração na criação de alguns serviços. O plano das companhias é trabalhar em três áreas específicas que devem resultar em melhorias expressivas para seus jogos em dispositivos móveis. Os pontos de colaboração serão hardware, software e serviços.

Dessa forma, na parte de software, as empresas vão trabalhar para otimizar os jogos da Tencent para o launcher Razer Cortex em dispositivos Razer Phone e, além disso, abranger a compatibilidade com o seu hardware periférico, Razer Raiju Mobile.

As empresas também vão explorar outros meios de monetização adicional nos jogos como integração com outros serviços da Razer. Como as atividades com sua loja digital se encerram em fevereiro, não se sabe se isso significaria algum outro método de comercialização de jogos.

Lembrando que a Tencent Games tem em sua lista de títulos Arena of Valor e PUBG Mobile, além de ter ações da Activision Blizzard, Epic Games e ser dona da Riot Games, que por sua vez é produtora de League of Legends.

Essa união vai promover benefícios mútuos para as empresas e pode ajudar a consolidar a Razer no mercado de dispositivos mobile voltados para jogos. Não foram revelados detalhes dos jogos que vão ganhar essa otimização e nem previsões, mas levando em conta o lançamento do Razer Phone 2 no final de 2018, é provável que tenhamos mais informações sobre essa parceria ainda este ano.  

Via: Variety, Eurogamer
Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.