AMD confirma que CPUs Ryzen são imunes à vulnerabilidade SPOILER

Duas semanas atrás, uma nova vulnerabilidade para os processadores da Intel veio à tona e ganhou o codinome SPOILER. A Intel foi notificada do problema em 1º de dezembro do ano passado, e rivais como a AMD e CPUs baseadas em ARM não são vulneráveis a esse ataque, mas ninguém tinha confirmado isso.

Nova vulnerabilidade SPOILER é identificada em CPUs Intel; falha não afeta AMD e ARM

A AMD, no entanto, respondeu oficialmente e confirmou que seus processadores Ryzen estão imunes à ameaça.

"Estamos cientes do relatório de uma nova vulnerabilidade de segurança chamada SPOILER, que pode obter acesso a informações de endereço parcial durante operações de carga. Acreditamos que nossos produtos não são suscetíveis a esse problema devido à nossa arquitetura de processador exclusiva. A vulnerabilidade SPOILER pode obter acesso a informações de endereço parcial acima de 11 address bits durante as operações de carregamento. Acreditamos que nossos produtos não são suscetíveis a esse problema porque os processadores da AMD não usam correspondências de endereço parciais acima de 11 address bits ao resolver conflitos de carga."

"Estamos cientes do relatório de uma nova vulnerabilidade de segurança chamada SPOILER, que pode obter acesso a informações de endereço parcial durante operações de carga. Acreditamos que nossos produtos não são suscetíveis a esse problema devido à nossa arquitetura de processador exclusiva. A vulnerabilidade SPOILER pode obter acesso a informações de endereço parcial acima de 11 address bits durante as operações de carregamento. Acreditamos que nossos produtos não são suscetíveis a esse problema porque os processadores da AMD não usam correspondências de endereço parciais acima de 11 address bits ao resolver conflitos de carga."

- AMD

Essa vulnerabilidade foi descoberta pelo Worcester Polytechnic Institute e pela Universidade de Lübeck e envolve um vazamento no mapeamento de páginas da memória de trabalho, facilitando a execução de outros ataques. Segundo os pesquisadores, uma solução via atualização de software é praticamente impossível e só pode ser remediada com um ajuste na arquitetura. Se isso for feito, levará certamente a um menor desempenho. 

- Continua após a publicidade -

Se existe uma solução é muito duvidoso. A solução até então é manter drivers e demais softwares atualizados, para o caso de novas soluções serem implementadas.

Fonte: guru3d
Tags
  • Redator: Saori Almeida

    Saori Almeida

    Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.