Sony demonstra papel eletrônico flexível no Japão

Os e-readers, embora representem uma alternativa tecnológica ao papel tradicional, podem acabar ainda mais parecidos com ele.

Não bastasse a tecnologia e-ink da Amazon, que deixa a visibilidade do Kindle o mais semelhante possível com um papel, as empresas têm investido no desenvolvimento de displays flexíveis. É o caso da Sony, que demonstrou mais um protótipo nesta semana, em Tóquio, no Japão.


Imagem: SonyInsider.com


De acordo com a companhia, normalmente esse tipo de display usa vidro na sua composição. No entanto, esse novo projeto é desenvolvido com substrato de plÁstico, que é mais leve, menos suscetível a danos e ainda pode ser dobrado facilmente como papel comum.

Outras empresas jÁ revelaram iniciativas semelhantes. A Toshiba, por exemplo, apresentou um display que, na medida em que é dobrado, aproxima ou afasta o zoom das imagens. A LG, por sua vez, desenvolveu uma tecnologia que usa folhas de metal na composição do display, possibilitando e-readers flexíveis até mesmo do tamanho de um jornal tradicional. A empresa também é responsÁvel pela tecnologia por trÁs do Skiff Reader, leitor de e-books flexível que apareceu na CES 2010.

A mÁ notícia é que, por enquanto, nenhum desses projetos, inclusive o da Sony, tem previsão de chegar ao consumidor final.

Assuntos
Tags
  • Redator: Risa Lemos Stoider

    Risa Lemos Stoider

    Formada em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e gamemaníaca desde os 4 anos de idade. Já experimentou consoles de várias gerações e atualmente mantém uma ainda modesta coleção. Aliando a prática jornalística com a paixão pela tecnologia e os games, colabora com a Adrenaline publicando notícias e artigos.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.