Qualcomm atribui o uso do Snapdragon 712 à melhorias no desempenho de games

A fabricante americana de chips Qualcomm apresentou recentemente seu novo chipset, o Snapdragon 712, para dispositivos Android de gama média e média/alta. O chipset acaba tendo um desempenho intermediário entre os Snapdragon 6xx e Snapdragon 8xx, ou seja, entregando uma melhoria pouco expressiva, de apenas 10% em relação ao Snapdragon  710 - último lançamento da linha.

Qualcomm anuncia o Snapdragon 855 em 7nm e com conectividade 5G

O processo FinFET de 10nm é o mesmo usado em seu antecessor, assim como os oito núcleos de CPU Kryo 360 e o GPU Adreno 616. Entretanto, a Qualcomm se manifestou em relação às perguntas dos consumidores e explicou que o motivo da atualização no chipset é a melhoria no desempenho de jogos (renderização e processamento) e experiências multimídia, que devem se tornar mais rápidas e suaves, para alcançar performances altas em jogos pesados e multiplayer. 

Apesar de seus aspectos idênticos ao SD710 o SD712 consegue apresentar outras melhorias um pouco mais discretas como a capacidade de realizar downloads de 800 Mbps e uploads de 150 Mbps, além do processador de imagem Spectra 250 com  sensores fotográficos até 35 MP de resolução ou uma configuração dupla com 20 MP.

- Continua após a publicidade -

Ainda não foram anunciados dispositivos que devem chegar com o Snapdragon 712, mas vale lembrar que há apenas 11 smartphones com o SoC Snapdragon  710 no mercado. Um possível candidato seria o Google Pixel 3 Lite que pode ser apresentado durante a Google I/O 2019.

Via: Gizmochina, pplware
Assuntos
Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.