CEO da Nvidia critica falta de inovação e desempenho da nova Radeon VII da AMD

A AMD apresentou durante a CES 2019 a Radeon VII, sua nova geração de GPUs com arquitetura de 7 nanômetros focada no desempenho de resolução superior a 60fps, rodando jogos em 4K, prometendo uma performance 25% superior comparado a última geração. Contudo, para o CEO da Nvidia, Jensen Huang, o desempenho prometido pela Raden VII está longe do alcance da linha GeForce RTX.

AMD revela sua nova geração de GPUs Radeon VII em 7nm - placa chega por US$ 699

Em entrevista para a PC World, Huang afirmou que “o desempenho da Radeon VII é ruim e a GPU não traz inovações”, sendo um lançamento abaixo do esperado para concorrer com a linha GeForce RTX 20.

“[A Radeon VII] É decepcionante. O desempenho é ruim e não há nada de novo. [Não] tem Ray Tracing, não tem IA. É 7nm com memória HBM que mal consegue acompanhar um 2080. E se ligarmos o DLSS, acabamos com ela. E se ligarmos o Ray Tracing, acabamos com ela [...] "É um lançamento estranho, talvez eles tenham pensado nisso hoje de manhã.”

“[A Radeon VII] É decepcionante. O desempenho é ruim e não há nada de novo. [Não] tem Ray Tracing, não tem IA. É 7nm com memória HBM que mal consegue acompanhar um 2080. E se ligarmos o DLSS, acabamos com ela. E se ligarmos o Ray Tracing, acabamos com ela [...] "É um lançamento estranho, talvez eles tenham pensado nisso hoje de manhã.”

Apesar das afirmações negativas do CEO ainda não é possível identificar de fato a inferioridade enfatizada, já que além da placa ainda não estar disponível no mercado, não foi divulgado detalhes técnicos da Radeon VII. Vale ressaltar que a comparação da AMD com a GeForce RTX 2080 apresentou resultados equivalentes e até mesmo superiores, quando utilizada a API Vulkan.

De qualquer modo, a Radeon VII chega ao mercado no dia 7 de fevereiro custando US$ 699 e trará The Division 2 em um bundle da AMD. 

Via: Guru3D, Tudo Celular Fonte: PC World
Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.