Asus, Gigabyte e outras fabricantes devem enfrentar forte redução no número de vendas em 2019

Segundo o site Digitimes, fornecedoras de placas de vídeo e placas-mãe de Taiwan, tal como Asus, Gigabyte e outras, estão enfrentando um declínio grande no número de vendas e devem enfrentar um ainda maior no início de 2019. O motivo seria a diminuição da procura de placas de vídeo por mineradores de criptomoedas, a disputa de mercado entre Estados Unidos e China e até mesmo a redução de processadores 14nm da Intel no mercado. 

O corte de processadores da Intel foi de 2 milhões agora em novembro, o anúncio representa uma queda de lucro de 10 a 20% para as fabricantes de placas-mãe segundo o site Tom's Hardware. Segundo a DigiTimes, marcas como Gigabyte devem voltar ao número de vendas semelhante ao de tempos antes da crescente das criptomoedas. 

AMD revela que seus chips de 12nm em Polaris 30
serão fabricados por Samsung e GlobalFoundries

A Gigabyte teve “o número de exportação anual de placas-mãe para 2018 estimado em 12 milhões de unidades, ante 12,6 milhões em 2017, e as exportações de placas de vídeo para 2018 devem cair para o número de 3,65 milhões, mesmo número atingido em 2016", disse o DigiTimes. O site ainda ressalta que essa é uma queda de um milhão em comparação com 2017. 

No caso da Asus, a empresa teve um declínio de 43% no lucro no terceiro trimestre de 2018, algo equivalente a U$ 107.95 milhões comparado ao ano passado. 

Segundo o site Tom's Hardware, tudo indica que o lucro dessas empresas será ainda menor no começo de 2019, principalmente para aquelas que têm uma fatia significativa na venda de placas de vídeo. Como exemplo, a Gigabyte espera ter o lucro reduzido pela metade comparado ao mesmo período de 2018.

Fonte: Digitimes, Tom's Hardware
  • Redator: Neri Neto

    Neri Neto

O que você prefere?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.