HTC traz headset VR stadalone Vive Focus para 37 novos mercados

A HTC anunciou que irá trazer ao ocidente o seu headset de realidade virtual stadalone, Vive Focus, para 37 novos mercados. O produto anteriormente estava disponível apenas na China.

Site oficial: HTC Vive Focus

A empresa destaca a qualidade da tela do dispositivo, que tem tecnologia AMOLED com resolução 2880 x 1600 pixels e ângulo de visão de 110º. Além disso, o produto tem alto-falantes embutidos e bateria suficiente para até 3 horas de uso após uma única recarga.

 

 

- Continua após a publicidade -

"Com essa solução completa impulsionada pela plataforma VR mobile Qualcomm Snapdragon 835, eles agora podem criar, colaborar e se engajar em maneiras novas e efetivas com empregados e consumidores. Companhias através de todo o mundo como SimForHealth e o grupo Volkswagen já estão implementando o Vive para treinamento, simulação e design de produto".
- Comunicado oficial da HTC

O aparelho utiliza o chipset Qualcomm Snapdragon 835 – vale lembrar que ele chegou na China ano passado – com suporte para cartões microSD de até 2TB e conector USB Tipo-C com suporte a Quick Charge 3.0.

"Esse lançamento reforça o compromisso ampliado da [divisão] Vive para trazer o melhor design da categoria e expertise de software – emparelhados com o melhor hardware de VR do mundo – para negócios de todos os tamanhos".
- Comunicado oficial da HTC

Em mercados internacionais, o produto vai custar US$ 600 (R$ 2.250 em conversão direta). O HTC Vive tradicional para computadores, por comparação, sai por US$ 500 (R$ 1.875). A empresa não confirmou quais são os outros 36 mercados, portanto não sabemos quando se dará a chegada do produto no Brasil.

Via: GSMArena Fonte: Vive
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Quem estava pior no primeiro vídeo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.