Suprimento de 14nm da Intel vai piorar, mas renda não - empresa tem novo trimestre recorde

A Intel divulgou nessa semana seu relatório para o último trimestre, mostrando ganhos recordes mais uma vez, com sua melhor renda nos últimos 50 anos para o período de três meses. Ao que tudo indica, sua atual luta com a falta de suprimento de componentes não impactou tanto em suas finanças, e a empresa espera ainda que o suprimento de 14nm fique até pior para o Q4, o último trimestre de 2018.

"Eu diria que no Q3, em grande parte uma função da colaboração dos clientes em nossas fábricas, não acho que fomos terrivelmente amarrados no lado dos PCs, para ser honesto com vocês. Acho que, conforme entramos no Q4, acho que os impedimentos vão nos impactar um pouco mais."
Bob Swan, CEO interino da Intel

"Eu diria que no Q3, em grande parte uma função da colaboração dos clientes em nossas fábricas, não acho que fomos terrivelmente amarrados no lado dos PCs, para ser honesto com vocês. Acho que, conforme entramos no Q4, acho que os impedimentos vão nos impactar um pouco mais."
Bob Swan, CEO interino da Intel

Em números, os recordes da Intel significam uma renda recorde de US$ 19,9 bilhões, um aumento de de 19% em relação ao ano passado. A renda foi tanta que deixou a Intel otimista, e a empresa aumentou sua previsão de renda para o ano todo em US$ 6,2 bilhões, totalizando US$ 71,2 bilhões que a Intel espera receber até o final de 2018.

Bob Swan, CEO interino da Intel depois da renúncia de Brian Krzanich, afirmou que a empresa provavelmente vai sentir mais o impacto das restrições de produção caminhando para o fim deste ano. A empresa inclusive moveu parte de seu maquinário para a produção de chips em 10nm para a fabricação de 14nm também, para tentar alcançar a demanda. Ainda assim, Swan reiterou que o lançamento dos componentes em 10nm não vai se atrasar e continua nos planos para meados de 2019.

- Continua após a publicidade -

A Intel anunciou também que pretende investir mais ainda em pesquisa e desenvolvimento nos próximos meses:

Fonte: Tom's Hardware
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.