Intel deve aumentar Cache L1 e L2 com geração Ice Lake

A Intel deverá aumentar consideravelmente o tamanho dos cache L1 e L2 a partir de sua próxima geração de processadores Core, de codinome "Ice Lake". A expectativa é de que a mudança venha junto do primeiro grande redesign de sua arquitetura em mais de 3 anos, a partir da mudança para litografia de 10nm.

De acordo com o site TechPowerUp, a informação teria sido confirmada a partir de um vazamento na base de dados do Geekbench. O processador que apareceu no desempenho seria um modelo dual-core (com HyperThreading) de amostra de engenharia.

Na listagem, a CPU tem como características 48KB de cache L1 e com 512KB de cache L2. Para comparação, a geração atual (de codinome Coffee Lake) possui 32KB de cache L1 e 256KB de cache L2.

Para completar a listagem do Geekbench, o site exibe que o cache de instruções L1 segue sendo de 32KB, a mesma quantidade da geração anterior. O cache L3 compartilhado também segue inalterado, com 4MB de tamanho.

Ainda segundo a notícia, o processador Ice Lake da listagem é uma versão para consumidores mainstream da nova microarquitetura. Ou seja, não se trata de uma versão empresarial do hardware.

Isso porque modelos profissionais da Intel trazem um equilíbrio diferente das suas memórias de acesso rápido. Desde o Skylake-X, por exemplo, é comum ver caches L2 maiores, de 1MB, com caches L3 relativamente menores.

- Continua após a publicidade -

Confira abaixo a listagem completa do Geekbench:

Via: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.