Arquitetura Zen 2 da AMD deve trazer até 13% mais instruções por clock do processador

A nova arquitetura de processadores da AMD, de codinome Zen 2, deverá trazer um aumento de desempenho resultante de um aumento das instruções por clock em tarefas de cálculo – ou ao menos é isso o que indica um vazamento recente.

Análise: AMD Ryzen 7 2700X

De acordo com o site de tecnologia italiano Bits and Chips, o Zen 2 representa um ganho médio de 13% em instruções por ciclo (IPC) em comparação com a arquitetura Zen+.

Até o momento, os testes seriam apenas relativos ao uso em tarefas científicas. Ou seja, quer dizer que esses dados podem não se traduzir em desempenho em games. Testes futuros permitirão saber se a performance em jogos será superior ou inferior a isso.

- Continua após a publicidade -

O número de 13% é bastante impressionante pois ele é quase 5 vezes maior do que os 3% de aumento no IPC entre o Zen original e a geração Zen+.

Naquela época, a AMD passou de um processo de produção de 14nm na 1ª geração de CPUs Ryzen para uma litografia de 12nm na 2ª geração, que chegou ao mercado em 2018.

A arquitetura Zen 2 vai levar isso além, com um novo processo de 7nm, mais avançado do que qualquer coisa que a Intel fez até agora. Vale lembrar que a 9ª geração de processadores Core ainda tem litografia de 14nm.

Espera-se que a AMD vá apresentar a 3ª geração de processadores Ryzen durante a CES 2019, em janeiro do ano que vem.

- Continua após a publicidade -

Via: Tech Radar
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.