BGS 2018: Ace Combat 7: Skies Unknown consegue divertir, mas não inova em conteúdo

O próximo jogo da franquia de simulação de combates aéreos está de volta com o seu novo jogo; Ace Combat 7: Skies Unknown. Para quem gosta do gênero é um prato cheio já que não há muitos no mercado e o último jogo da série foi lançado em 2014.

Testamos uma missão disponível na demo que havia sido apresentada na Gamescon, então não teve muitas mudanças e nem novidades desde a última vez em que o jogo deu as caras. A gameplay se tratava da Missão 6 - Long Day e apresentava uma história do piloto e a situação do combate, mas de maneira bem rasa. 

Em uma tela de customização pudemos escolher entre três tipos de caças e mísseis para moldar o nosso modo de jogo para enfrentar aquele desafio que consistia, basicamente em destruir forças bélicas inimigas em um deserto. 

No quesito gráfico o jogo apresenta uma grande evolução, principalmente nos detalhes das aeronaves. Usando a visão em primeira pessoa temos um painel detalhado com inúmeras informações de distância, proximidade de objetos e velocidade. Já em terceira pessoa algumas informações aparecem em torno do avião.

Na jogabilidade acaba não interferindo tanto, pois os controles respondem muito bem, apesar da sua alta dificuldade, que é marca da série (jogamos no modo mediano e difícil).

- Continua após a publicidade -

Entretanto nesta demo ainda não pudemos notar muitas das mudanças prometidas na jogabilidade. Os inimigos permanecem bem genéricos e a missão em si sem profundidade, contando apenas com um plano de fundo para contextualizar o jogador. 

Como ainda está em produção é capaz de muitas mudanças e novas mecânicas estarem sendo implementadas tanto em aspectos gráficos do cenário e sua interação com a gampley quanto nas evoluções de jogabilidade. 

Ace Combat 7: Skies Unknown já está em pré-venda, porém foi adiado para 2019 e tem o lançamento previsto para dia 18 de janeiro para Playstation 4 e Xbox One, enquando a versão de PC chega em 1 de fevereiro.

Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.