Principled Technologies vai retestar Ryzen após benchmarks polêmicos

A firma especializada em testes, Principled Technologies, respondeu a polêmicas geradas por seus benchmarks recentes das CPUs Intel Core i9-9900K e AMD Ryzen 7 2700X, e prometeu refazer as suas verificações.

Análise: AMD Ryzen 7 2700X

O relatório divulgado pela empresa foi encomendado pela Intel para coincidir com o lançamento da 9ª geração de processadores Core. As críticas aos benchmarks da empresa incluem o uso de apenas metade dos núcleos do Ryzen 7 2700X testado e diferenças nas configurações das memórias que acompanhavam as CPUs das duas fabricantes.

A Principled Technologies admitiu que testou o modelo da AMD usando o Game Mode da companhia. O problema é que o recurso é projetado para operar com os Threadripper, e então opera desligando metade dos núcleos.

O que seria justificável numa CPU com 64 threads, mas que transforma o octa-core Ryzen 7 2700X num modelo quad-core. A firma já disse que vai testar o processador da AMD usando todos os seus 8 núcleos e 16 threads.

- Continua após a publicidade -

Outro ponto em que a Principled foi questionada é no uso de um cooler de menor capacidade para o Ryzen 7 2700X. Enquanto a ventoinha padrão foi usada na CPU da AMD, eles optaram por um cooler mais parrudo da Noctua para o Intel Core i9-9900K. A justificativa deles foi de que, nas palavras de um representante da empresa, a "AMD disse que era um bom cooler".

Para completar, usuários ainda tinham levantado suspeita sobre as configurações de memória utilizadas pela Principled. Nesse caso, eles disseram ter usado o perfil XMP que configura automaticamente os timings das memórias Corsair Vengeance DDR4-3200MHz – esta rodando a DDR4-2666MHz.

De acordo com o site Tom's Hardware, foram usadas configurações equivalentes para a CPU da AMD, o que significa que as configurações de memórias foram justas nesse teste.

Via: Tech Spot, Toms Hardware, TechPowerUp
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.