Supermicro rebate acusações de chip espião em suas placas-mãe

A Super Micro Computer (SuperMicro) respondeu às declarações feitas em um artigo da Bloomberg em que relatou terem sido encontrados microchips maliciosos nas placas-mãe de servidores vendidos em 2015. Em uma nota oficial a Supermicro informou nunca ter encontrado nenhum chip espião em seus servidores e nem mesmo ter recebido reclamações de seus clientes ou de órgãos-governamentais.


“A Supermicro nunca foi contatada por nenhuma agência governamental, seja nacional ou estrangeira, em relação às alegadas reivindicações.”

O artigo teve bastante repercussão e ainda citou outras empresas como Apple e Amazon que fizeram declarações mostrando seu descontentamento e negando as reivindicações feitas pela Bloomberg.

A empresa fez questão de defender a capacidade de segurança dos seus produtos e esclareceu que suas inspeções nas instalações e processos são feitos rotineiramente.

Fonte: supermicro
Tags
  • Redator: Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro Araujo

    Lucas Alvaro virou jornalista pelo amor aos games e o desejo de escrever seus próprios roteiros para jogos com nota máxima no Metacritic. Apesar de ter atuado como designer e desenvolvedor de jogos durante dois anos, a paixão pela redação o trouxe para "os bastidores", onde está adquirindo experiência e aprendizado nos mais diversos segmentos da tecnologia. E é dessa forma que pretende se tornar especialista na área e descobrir o que fazer quando os robôs começarem a dominar o mundo.

Com o GeForce Now e o xCloud surgindo como opções, qual seu plano a médio prazo?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.