Fabricantes de placa de vídeo devem abandonar fábricas na China para evitar tarifas

As fabricantes add-in board (da sigla em inglês AIB) parceiras de Nvidia e AMD estariam tomando medidas para mover suas linhas de montagem e produção de placas de vídeo para fora da China. O motivo para isso está na guerra fiscal entre Estados Unidos e China, que resultou num aumento de tarifas para a importação de peças de hardware.

De acordo com o site Techspot, a grande maioria das placas de vídeo ainda é fabricada no país do extremo oriente. Para mudar essa situação, as companhias que licenciam os chips gráficos de Nvidia e AMD estão buscando novas regiões para instalar suas fábricas.

No momento, as principais opções seriam Taiwan e México, que possuem taxas reduzidas de importação para os EUA. Por causa da mudança, espera-se um aumento de 5% a 10% no preço de placas de vídeo durante os próximos meses, especialmente da recém-lançada linha Nvidia RTX.

O alerta para esse aumento no custo das placas de vídeo vem da agência de investimentos Merrill Lynch, que faz parte do grupo Bank of America.

- Continua após a publicidade -

O lado positivo para Nvidia e AMD é que ambas as companhias são o que se chama de "fabless" neste mercado – ou seja, não possuem suas próprias fábricas. Mesmo assim, elas estão trabalhando para ajudar as suas parceiras a reduzir o impacto das novas taxas. Segundo a notícia, porém, nenhuma das empresas revelou que táticas estão sendo usadas para isso.

Via: TechPowerUp Fonte: Techspot
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.