Acessório para VR "Cybershoes" é exibido na Tokyo Game Show 2018 e deve chegar ao Kickstarter ainda em Setembro

Um dos maiores problemas de VR e uma das razões para muitas empresas não permitirem que você "caminhe" em jogos do tipo e optarem por teletransporte, é algo chamado "motion sickness / cinetose / mal do movimento".

Isto ocorre com algumas pessoas pois seu cérebro pode se sentir desnorteado quando não sente o movimento das pernas, especialmente no canal interno de seus ouvidos, que é um dos principais responsáveis por equilibrar seu corpo.

Uma das soluções, são sensores que permitem captar todos os movimentos de seu corpo para que você possa caminhar em um ambiente virtual, mas nem todos possuem espaço suficiente para isto.

Outra, é "caminhar de pé no lugar", o que é cansativo. Também, há "esteiras", mas estas tendem a custar acima de US$ 500.

Uma nova forma, chamada "Cybershoes", são simplesmente rollers, e estiveram presentes na Tokyo Game Show 2018 no Japão:

- Continua após a publicidade -

O dispositivo é basicamente um codificador (encoder), a mesma peça que o scroll do seu mouse utiliza, inserido em um roller para registrar o movimento dos pés.

Em conjunto a isto, é utilizada uma cadeira giratória com giroscópio para controlar a direção de seu movimento.

O dispositivo é capaz apenas de registrar movimentos para frente e trás, não permitindo movimentos na horizontal ou diagonal, o que pode ainda não ser a solução ideal para vários jogadores.

- Continua após a publicidade -

Segundo a fabricante, o periférico chega ao Kickstarter ainda em Setembro, e a única informação sobre o preço é que "custará menos de 300 dólares".

Fonte: Mogura VR
  • Redator: Wellington Diesel

    Wellington Diesel

    Formado em Redes de Computadores, o "wetto" é um entusiasta do ramo de Periféricos. Autor do Guia do Teclado Mecânico, ele carrega consigo mais de 200 análises de mouses, teclados e headsets publicadas, além de diversos Guias e Artigos sobre teclados, mouses e headsets. Respeitado pela comunidade do Adrenaline, ele trabalha à distância como colaborador.

Em um remake, você quer:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.