Analistas da JP Morgan preveem queda em vendas de PC por falta de estoque da Intel

Analistas da J.P. Morgan estão alertando seus clientes de que pode haver uma queda entre 5% e 7% nas vendas de computadores nos próximos meses por causa dos problemas que a Intel poderia estar enfrentando na sua produção de processadores.

Intel pode deixar fabricação própria de CPUs após atrasos dos 10nm [Rumor]

Gokul Hariharan, líder de pesquisa em tecnologia na Ásia para a J.P. Morgan, teria dito em seu relatório para clientes da companhia:

"Nossas conversas com os vendedores de PC indicam que a falta, que começou em baixa magnitude no terceiro trimestre, foi piorando progressivamente e vai provavelmente ter seu impacto máximo no quarto trimestre de 2018. O problema deve ser particularmente ruim no mercado high-end de PCs, onde usar AMD ou uma família mais antiga de CPUs Intel como substitutos é mais difícil."

"Nossas conversas com os vendedores de PC indicam que a falta, que começou em baixa magnitude no terceiro trimestre, foi piorando progressivamente e vai provavelmente ter seu impacto máximo no quarto trimestre de 2018. O problema deve ser particularmente ruim no mercado high-end de PCs, onde usar AMD ou uma família mais antiga de CPUs Intel como substitutos é mais difícil."

Enquanto as dificuldades na produção da Intel podem significar uma ótima oportunidade para a AMD conseguir novos clientes, os analistas da J.P. Morgan acreditam que muitos fabricantes de sistemas prontos mais avançados não vão querer fazer a troca ainda e esperar o suprimento da Intel melhorar, o que pode impactar na oferta e venda de computadores.

Está na hora de vender ações da Intel, enquanto da AMD são neutras agora, segundo Goldman Sachs

- Continua após a publicidade -

Se a queda acontecer como a firma prevê, será uma forte mudança em relação ao estado atual do mercado, que era de crescimento. Depois de alguns anos de alarmismo, o PC vinha se saindo bem, mostrando até um crescimento de 2,7% no segundo trimestre de 2018, segundo o IDC, seu melhor índice desde 2012.

O pessoal da Tom's Hardware entrou em contato com a Intel para uma declaração a respeito do relatório da J.P. Morgan e recebeu o mesmo texto que a Intel já havia mandado antes, quando começaram os primeiros reports sobre baixa produção no início de setembro:

"A demanda dos consumidores continuou a aumentar ao longo do ano, alimentando o crescimento em todos os segmentos dos negócios da Intel e aumentando nossa previsão de renda para US$ 4,5 bilhões de nossas expectativas de janeiro. Nós vamos entregar para alcançar nossa previsão anunciada para todo o ano e estamos trabalhando de perto com nossos clientes e fábricas para gerenciar quaisquer aumentos adicionais"

"A demanda dos consumidores continuou a aumentar ao longo do ano, alimentando o crescimento em todos os segmentos dos negócios da Intel e aumentando nossa previsão de renda para US$ 4,5 bilhões de nossas expectativas de janeiro. Nós vamos entregar para alcançar nossa previsão anunciada para todo o ano e estamos trabalhando de perto com nossos clientes e fábricas para gerenciar quaisquer aumentos adicionais"

Fonte: Toms Hardware
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.