Nvidia está segmentando placas Turing, definindo modelos sem overclock de fábrica [Rumor]

Uma classificação diferente dos chips gráficos Turing levantou a possibilidade da Nvidia segmentar as placas da serie 20, de acordo com uma publicação do TechPowerUp. A teoria é baseada na nomenclatura que vem aparecendo no GPU-Z, mostrando que haverá duas variantes por GPUs na nova geração de placas da Nvidia.

Cada hardware tem um identificador (ID) que serve para mostrar ao sistema informações como quais drivers são compatíveis e também as funcionalidades disponíveis. Esse identificador também serve para diferenciar produtos semelhantes, como a GeForce GTX 1070 e 1080 que, apesar de serem baseadas no mesmo chip, são identificadas para o sistema através de IDs diferentes.

De acordo com fontes do TechPowerUp, as Turing virão com uma variante "-A" que irá indicar modelos customizados e com overclock, enquanto os modelos sem esse sufixo serão as modelos nas especificações de referência. Assim as placas TU102-400 (RTX 2080 Ti), por exemplo, seriam modelos com clocks configurados nos 1350MHz e com preço dentro dos US$ 999 sugeridos pela Nvidia. Uma hipotética RU102-400-A já passaria a ser um modelo com overclock de fábrica, e também com um preço mais elevado. 

Essa diferenciação não afeta a possibilidade de overclock, então o consumidor poderá pegar uma placa sem o sufixo "-A", entre as mais baratas, e aumentar as frequências. Porém também é provável que as fabricantes direcionem seus melhores chips gráficos para as placas mais robustas, aumentando as chances de um overclock mais robusto nos modelos mais caros e com o "-A". 

Se confirmada, a mudança na política lembra o que aconteceu no lançamento das GTX 1070Ti, com todas as fabricantes obrigadas a usar o mesmo clock para evitar que a placa entregasse mais desempenho de fábrica que a GTX 1080. Também serve como forma de evitar que o consumidor compre uma placa mais básica com chip gráfico e aplique a BIOS de um modelo customizado mais potente. A Nvidia não divulgou nenhuma informação sobre esse assunto.

  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.