Jogadores poderão fazer escolhas em Anthem, mas a história não vai ser tão ramificada

O diretor de Anthem, Jonathan Warner, conversou com o pessoal do VG 24/7 durante a Gamescom 2018 e falou sobre uma preocupação de muitos jogadores fãs da desenvolvedora: como será o impacto das escolhas dos jogadores no novo título. Warner disse que as pessoas poderão fazer escolhas, mas é melhor não esperar uma história com tantas possibilidades:

"Haverá escolhas para o jogador. Acho que em Anthem, sendo um mundo de RPG social e compartilhado, nós estamos focando menos numa história com muitas ramificações e mais em torná-la uma narrativa mais pessoal. Definitivamente há escolhas ali quer você poderá fazer, mas o foco é um pouco diferente neste jogo."

"Haverá escolhas para o jogador. Acho que em Anthem, sendo um mundo de RPG social e compartilhado, nós estamos focando menos numa história com muitas ramificações e mais em torná-la uma narrativa mais pessoal. Definitivamente há escolhas ali quer você poderá fazer, mas o foco é um pouco diferente neste jogo."

Duas das franquias mais populares da BioWare são Mass Effect e Dragon Age, que contam entre seus principais destaques justamente a possibilidade de fazer diversas escolhas e sentir que elas tiveram um impacto importante na narrativa e nos acontecimentos.

Uma vez que Anthem é focado no multiplayer, fica bem mais difícil criar uma história com diferentes possibilidades, e é por isso que este não será o foco do jogo, diferente dos títulos diferentes da desenvolvedora.

Warner destacou que o mais importante para eles em Anthem é fazer com que o jogo realmente pareça um mundo compartilhado. Eles procuraram, por exemplo, manter os ciclos de clima e de dia e noite sincronizados, para que os jogadores sintam que estão realmente compartilhando os mesmos lugares.

Anthem será lançado no dia 22 de fevereiro de 2019 para PC, PS4 e Xbox One.

Via: WCCFTech Fonte: VG 24/7
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.