Intel divulga novas vulnerabilidades em seus processadores: L1TF afeta linhas Core e Xeon

A Intel divulgou em seu site oficial a descrição de três novas vulnerabilidades descobertas em seus processadores que afetam os dados do cache L1. Sendo assim, o conjunto ganhou o nome de L1 Terminal Fault - L1TF.

Segundo a própria empresa, essas vulnerabilidades podem ser usadas por softwares maliciosos para recuperar dados do cache, que podem ser informações bastante sensíveis, principalmente porque o L1TF afeta tanto o segmento doméstico como a linha Xeon, para servidores. Ou seja, dados como senhas, relatórios financeiros pessoais e/ou da empresa e chaves de criptografia podem ser obtidos a partir do cache dos processadores Intel.

O mais grave do L1TF, como reporta o Guru3D, é que os processadores simplesmente não agem como o prometido. Segundo o site, os manuais de componentes Intel informam que a memória pode ser colocada como fora dos limites, mas isso não acontece. Programas maliciosos precisam estar apenas numa máquina vulnerável ou no ambiente virtual de uma plataforma para ter acesso aos dados do cache e roubar informações privadas.

A Intel já prometeu novos processadores com essa falha resolvida, que devem começar a ser enviado mais tarde, ainda em 2018. Enquanto isso, é claro, a empresa pretende enviar patches e correções para mitigar o problema, que devem começar a chegar em breve. Alguns desses consertos vão precisar que o sistema esteja atualizado com o update de microcode da Intel para o segundo trimestre de 2018.

As vulnerabilidades que fazem o L1TF são:

- Continua após a publicidade -

- CVE-2018-3615: Afeta o Guard Extensions (SGX), e foi descoberta na verdade por diversos pesquisadores acadêmicos. As informações completas a respeito dessa falha ainda não foram divulgadas e serão reveladas no Simpósio de Segurança da Usenix. É a partir dessa vulnerabilidade que as outras duas foram descobertas. 
- CVE-2018-3620: Afeta sistemas operacionais e o SMM.
- CVE-2018-3646: Afeta hipervisores e máquinas virtuais.

Via: Guru3D Fonte: Intel
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.