Criador do Cyberpunk original elogia uso de 1ª pessoa e política em novo game

O criador do RPG de mesa Cyberpunk 2020, Mike Pondsmith, recentemente teve a experiência de jogar pela primeira vez o game Cyberpunk 2077, o próximo título da CD Projekt Red. Ele gostou do que viu, e elogiou a escolha pela perspectiva em primeira pessoa e pelo maneira como o título lida com temas políticos.

​Site oficial: Cyberpunk 2077

Em sua visita recente para a Polônia, Pondsmith explorou áreas do jogo que vão além da demonstração de 50 minutos que a produtora levou para a E3 2018 e exibiu atrás de portas fechadas.

"Porque ele é em primeira pessoa, o que eu amo é que você pega as coisas de maneira periférica. Você pode estar cruzando a rua e pegar algo e ouvir alguém dizer alguma coisa [atrás de você], e você tem que se virar para entender quem disse isso no meio de uma multidão e onde. Você não tem noção completa da situação, e isso torna a experiência muito mais poderosa".
​- Mike Pondsmith, criador de Cyberpunk 2020

Segundo ele, a opção pelo perspectiva em primeira pessoa também faz com que a jogabilidade seja menos estratégica e se torne mais tática. Pondsmith diz que não poder olhar para todo o campo de batalha de uma só vez faz com que as coisas pareçam mais rápidas, exigindo um tempo de resposta menor do jogador.

- Continua após a publicidade -

O criador do RPG de mesa original também se surpreendeu com as críticas de fãs da CD Projekt Red em relação aos temas políticos que serão tratados em Cyberpunk 2077. Ele diz que isso mostra um tipo de ignorância em relação ao papel que a moralidade tem no seu jogo de mesa e no gênero de cyberpunk como um todo.


Mike Pondsmith criou o RPG de mesa Cyberpunk 2020 no ano de 1988

"Tecnologia permite rebelião. Ela permite mudança. Ela permite que pessoas que estão no fundo da pilha consigam ir contra as pessoas que estão no topo. Desde os egípcios existem caras que estão no topo e outros no fundo, e essa sempre é a história. É apenas o que as pessoas fazem. Sempre há novas pessoas lutando, e isso geralmente acaba numa revolução sangrenta a cada 40 anos, mais ou menos".
​Mike Pondsmith, criador de Cyberpunk 2020

Fonte: Polygon
Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Pra você, quem merece o GOTY?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.