AMD só vai lançar Ryzen AM4 de 16 núcleos após chegada de Epyc em 7nm

A AMD confirmou que os processadores Ryzen mainstream baseados na arquitetura Zen 2 e processo de produção de 7nm só chegarão ao mercado depois das CPUs AMD Epyc equivalentes. Isso significa que não iremos ver um processador AMD Ryzen de 16 núcleos com socket AM4 até pelo menos 2019.

Essa informação também representa uma mudança de lógica para a companhia, que lançou a 1ª geração de CPUs Ryzen antes da chegada da 1ª geração de processadores Epyc para servidores ao mercado em 2017.

De acordo com o site TechPowerUp, a informação – que foi divulgada durante uma reunião com investidores – confirma que a aguardada CPU Ryzen com 8 núcleos por CCX (CPU complex) e 16 núcleos por die levará ao menos 9 meses para chegar ao mercado.

Ainda segundo a notícia, a CEO da AMD, Lisa Su, disse que os testes com o silício "Rome" de 7nm estão numa fase relativamente avançada. Ele que será a base para os processadores Epyc de 2ª geração, que agora estão sendo enviados para parceiros da AMD para novos testes e validações. A expectativa é de que os primeiros processadores AMD Epyc de 7nm chegarão em 2019.

O processo de produção em 7nm também será utilizado para uma nova placa de vídeo baseada na arquitetura Vega. O primeiro produto desta linha será destinado ao segmento empresarial e chega ainda em 2018.

- Continua após a publicidade -

Três processadores da nona geração Intel Core aparecem em vazamento [Rumor]

Com isso, segundo o site TechPowerUp, a AMD fica sem um concorrente direto para o novo silício "Whiskey Lake" da Intel de 8 núcleos. A única solução, segundo a notícia, seria lançar uma nova versão dos Ryzen 7 de 2ª geração com maiores clocks ou baixar o seu preço.

 

 

- Continua após a publicidade -

 

 

Via: TechPowerUp
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.