Techland vai priorizar 60fps ao invés de 4K em Dying Light 2

A desenvolvedora Techland deu novos detalhes sobre o desenvolvimento de Dying Light 2 e revelou que vai priorizar o suporte para 60 frames por segundo ao invés de resolução 4K.

Falando ao WCCFTech, Tymon Smektala, chefe de design do game, disse que o objetivo do estúdio é garantir uma experiência que represente a sensação de movimento da melhor maneira possível.

"A coisa mais importante para nós é a fluidez do movimento, já que é um jogo de parkour"
Tymon Smektala, desenvolvedor de Dying Light 2

"A coisa mais importante para nós é a fluidez do movimento, já que é um jogo de parkour"
Tymon Smektala, desenvolvedor de Dying Light 2

Apesar do foco nos 60fps, isso não significa que o jogo não contará com resolução 4K. Smektala até revelou que a Techland criou um novo motor gráfico chamado C-Engine para garantir suporte para Ultra HD.

De acordo com o desenvolvedor, a equipe pretende oferecer suporte para os consoles Xbox One X e PS4 Pro, mas ainda é "muito cedo" para falar sobre isso. "Nós entendemos o mercado, você precisa ter suporte para esses consoles, as companhias dão muita ênfase para eles".

- Continua após a publicidade -

Apresentado durante a E3 2018, Dying Light 2 traz um apocalipse zumbi em que as escolhas do jogador terão consequências na narrativa e andamento do gameplay. O jogo será lançado para PC, PS4 e Xbox One em 2019.

Via: WCCFTech
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.