Equipe de bots da OpenAI vence time de humanos com facilidade em Dota 2

Os bots da companhia de pesquisa em inteligência artificial (IA) sem fins lucrativos, OpenAI, já são capazes de vencer equipes humanas amadoras de Dota 2 sem problemas. Não se trata de uma equipe qualquer de amadores, mas uma que continha os melhores jogadores presentes do evento da empresa, incluindo o comentarista William "Blitz" Lee, um ex-ciberatleta profissional do eSport que ainda ocupa os rankings de habilidades mais altos do game.

Site oficial: OpenAI Five

O time de robôs foi chamada de OpenAI Five e consiste de cinco redes neurais que usam técnicas de machine learning para melhorarem sozinhas sua habilidade e percepção de jogo. Segundo a organização, os bots jogam o equivalente a 180 anos de partidas contra eles próprio todos os dias.

Para impulsionar tamanho nível de aprendizado, foi necessário utilizar 256 placas de vídeo e 128.000 núcleos de processamento. Eles utilizam um conjunto de algoritmos de reforço de aprendizado conhecidos como Proximal Policy Optmization (PPO), que permite que os bots aprendam a jogar o game – ou qualquer software que tenha um objetivo e parâmetros definidos.

"Usando uma [rede de memória de curto e longo prazos] separada para cada personagem sem qualquer dado humano, ele aprende estratégias reconhecíveis. Isso indica que o reforço de aprendizado que pode executar planejamento a longo prazo com uma escala grande porém realizável – sem avanços fundamentais, ao contrário das nossas próprias expectativas ao começar o projeto".
- Representante da equipe da OpenAI

- Continua após a publicidade -

Agora, o objetivo da equipe é continuar treinando o sistema até a principal competição do Dota 2 do mundo no ano, The International 2018, que acontece a partir do dia 20 de agosto. Lá, eles pretendem fazer uma demonstração onde eles esperam vencer os melhores jogadores do mundo.

Via: Slash Gear
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.