Nova política da Steam vai permitir que "tudo" seja vendido na plataforma

Erik Johnson, funcionário da Valve, declarou em uma publicação no Blog da Steam que a plataforma vai adotar uma nova política de venda de jogos: permitir que tudo seja vendido na Steam. De acordo com Erik, várias reuniões debatendo sobre o que poderia ser aceito ou não na Steam levaram à conclusão de que não cabia à empresa decidir que tipos de jogos entrariam na plataforma. Então na nova política tudo será vendido na Steam, exceto o que for ilegal.

Mudança nos padrões de privacidade da Steam mata plataforma Steam Spy

"Nós decidimos que a abordagem correta é permitir que tudo entre na Steam Store, exceto o que consideramos ser ilegal. Então o que isso significa? Significa que a Steam Store terá coisas que você odeia e que pensa que não deveria existir. A menos que você não tenha nenhuma opinião, isso certamente vai acontecer. Mas você também vai ver algo na loja que acredita que deveria estar lá [...]", escreveu Erick no Blog.

Por um lado essa aceitação de todos conteúdos pode ser uma coisa boa, já que não haverá uma seleção do que pode ou não entrar na plataforma. Por outro, essa liberação levanta debates em relação à distribuição de conteúdos mais pesados como jogos pornográficos, principalmente para VR. No final de maio, a Steam baniu o jogo Active Shooter, que permitia o jogador ser um atirador numa escola. Podemos imaginar que essa discussão do que deve ser aceito ou não na plataforma veio depois desse banimento - o Active Shooter permanece banido da loja.

O funcionário Erick Johnson também disse que os usuários poderão configurar sua conta para filtrar os conteúdos da loja ao seu gosto. Por exemplo, será possível que o usuário use a ferramenta de filtragem para ocultar jogos de anime na interface. Pais com acesso à conta também poderão aplicar esse filtro para quando filhos navegarem na Steam Store. Além dessa ferramenta, a Valve disse que está preocupada com jogos potencialmente problemáticos, por isso vai exigir que os desenvolvedores devam divulgar seus conteúdos "pesados" à empresa quando solicitarem participar da plataforma.

Via: Neowin
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.