Steam bane o jogo Active Shooter, que permitia ser um atirador em escola

Após receber uma série de críticas, a Valve fez uma investigação e acabou retirando da Steam o jogo Active Shooter, que permitia ao jogador incorporar um atirador em meio a um ato terrorista numa escola.

O FPS tinha lançamento marcado para 6 de junho e estava na loja como um projeto feito pela Revived Games e publicado por uma empresa chamada ACID. Segundo a Valve, o jogo foi, na verdade, criado por um desenvolvedor conhecido como Ata Berdiyev, que já tinha sido banido da plataforma anteriormente.

"Este desenvolvedor e editor é, na verdade, uma pessoa que se chama Ata Berdiyev, que havia sido removido anteriormente, no outono passado, quando ele estava operando como '[bc] Interactive' e 'Elusive Team'", explicou a Valve em um comunicado.

A dona da Steam chegou ao desenvolvedor após investigar a polêmica por trás de Active Shooter e, como já havia feito antes, baniu-o novamente. Segundo a Valve, Ata Berdiyev possui um histórico de "abuso do consumidor, publicação de material protegido por direitos autorais e manipulação de reviews".

No final das contas, a Valve não retirou o game da loja por causa de seu conteúdo, mas a empresa disse que está ciente das preocupações de usuários. "Uma conversa mais ampla sobre as políticas de conteúdo da Steam será abordada em breve", prometeu a empresa.

Via: Kotaku
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.