IA da Nvidia consegue restaurar fotos corrompidas de maneira realista

A equipe de pesquisa da Nvidia criou um sistema de inteligência artificial que consegue reconstruir fotos corrompidas através de um método inovador de aprendizado profundo. A técnica funciona com imagens que tenham buracos ou onde estejam faltando pixels.

A tecnologia realiza um processo conhecimento como "retoque de imagem" e pode ser implementada num software dedicado para edição de imagens. Ela tornaria super fácil processos de edição que envolvam retirar pessoas ou objetos das fotos ou até mesmo remover rugas ou olheiras.

"Nosso modelo pode lidar de maneira robusta com buracos de qualquer forma, tamanho ou distância relativos às bordas da imagem. Abordagens anteriores usando aprendizado profundo focaram em regiões retangulares localizadas ao redor do centro da imagem, e frequentemente dependiam de um hardware poderoso para o pós-processamento. Além disso, nosso modelo lida de maneira graciosa com buracos de tamanho crescente".
- Equipe de pesquisa da Nvidia, em seu artigo acadêmico

Artigo acadêmico dos pesquisadores da Nvidia (em inglês)

Para realizar o treinamento da rede neural, os cientistas criaram 55,1 mil máscaras com padrões aleatórios e diferentes formas. O processo de aprendizado foi feito com placas de vídeo Nvidia Tesla V100 e com a estrutura de deep learning PyTorch, que é acelerada pela tecnologia cuDNN. As imagens utilizadas vieram de bases de dados de ImageNet, Places2 e CelebA-HQ.

Via: Guru3D, Mundo Conectado Fonte: Nvidia
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.