Mudança nos padrões de privacidade da Steam mata plataforma Steam Spy

A Steam revisou suas políticas de privacidade e agora as informações sobre as bibliotecas de jogos dos usuários serão privativas por padrão. A nova medida inviabilizou a existência do Steam Spy, uma plataforma criada em 2015 que recolhia informações de vendas e popularidade de jogos, muitíssimo usada por analistas e jornalistas.

O Steam Spy usava um algoritmo para escanear as bibliotecas públicas dos usuários e saber quantos jogos cada pessoa tinha, quais jogos eram mais populares e a horas de jogo em cada game. Agora, com essas informações ficando ocultas por padrão, o Steam Spy não vai ter mais uma base de dados grande o suficiente para que suas estatísticas sejam confiáveis. A pequena parcela dos usuários que decidir publicar as informações por escolha própria não vai ser grande o bastante para dados estatísticos.

A decisão da Valve de mudar sua política de privacidade foi anunciada num post no blog da Steam, onde a empresa diz que "isso deve ajudar os usuários da Steam a serem sociáveis em seus próprios termos". As mudanças também vão permitir que os usuários ocultem seus tempos de jogos se eles escolherem, mesmo que a biblioteca esteja pública.

Apesar de não fazer menção alguma ao Facebook, dificilmente essa mudança voltada para uma proteção maior da privacidade dos usuários seria uma coincidência, logo hoje que Mark Zuckerberg está depondo no congresso dos EUA depois do escândalo do vazamento de dados para a Cambridge Analytica.

Fonte: Polygon
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Qual vai ser o melhor game de outubro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.