Reunião de Trump com indústria de games pode não resultar em ações futuras

No início dessa semana, o presidente dos Estados Unidos Donald Trump se reuniu com políticos, críticos e representantes da indústria de games para discutir possíveis influências da violência reproduzida nos jogos. A reunião foi solicitada pelo presidente como resultado dos tiroteios em massa que vêm acontecendo nos Estados Unidos. Segundo Trump, a violência nos jogos é uma influência que deve acabar porque está "criando monstros". 

Durante a reunião, um vídeo com cenas de games que contém violência foi passado na Casa Branca como base para a discussão. Apesar de ser uma questão polêmica, muitos críticos apontam que os videogames geram um impacto negativo quando trazem esse tipo de conteúdo mais "pesado". Também foi discutido durante a reunião meios de fazer com que os jogos violentos sejam adquiridos com menos facilidade, como aumentar o preço final através de impostos

Veja o vídeo sobre violência nos games usado como base de discussão na Casa Branca

Mesmo que a reunião tenha se fechado em atentados e tiroteios, nenhuma decisão foi acertada no final"A reunião de hoje foi uma oportunidade de aprender e ouvir os diferentes lados sobre preocupações e possíveis soluções para a violência nas escolas", disse a deputada Vicky Hartzler (R-MO) após a reunião.  

De acordo com uma pesquisa lembrada pelo site Engadget, apenas 1/8 dos 41 atiradores que entraram em escolas nos Estados Unidos eram interessados em videogames violentos (sendo que a maioria gostava de filmes ou livros desse gênero). Essa pesquisa foi feita pelo Serviço Secreto dos Estados Unidos em 2004. Você pode ler a revisão em inglês neste link.

- Continua após a publicidade -

A manifestação do presidente do Conselho de Pesquisa de Mídia, Brent Bozell, após a reunião defendeu que "indústria de jogos deveria ter uma regulamentação muito mais rígida", e que os jogos violentos "precisavam ter o mesmo tratamento que o tabaco e o licor", disse ao The Washington Post. Melissa Henson, do Conselho de Televisão de Pais, disse ao jornal que "o regime constante da violência na mídia está tendo um efeito negativo (corrosivo) em nossa cultura"

Via: Engadget
Assuntos
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Escolha sua arma:

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.