Configuração de Far Cry 5 no PC mostra ajustes de campo de visão, multi-GPU e monitores ultrawide

Telas de configuração gráfica do game Far Cry 5 já estão circulando pela internet, mostrando os ajustes que a Ubisoft trouxe (ou não) para os gamers no PC. Alguns ajustes mais cruciais, como o ajuste do campo de visão (FOV, ou Field of View, como aparece em inglês) estão disponíveis, e também será possível usar escalas de resolução, seja para quando seus hardware estiver sobrando (fazendo supersampling) ou quando estiver faltando (renderizando em uma resolução menor que a do monitor). Além do tradicional 16:9 (wide) também estão disponíveis configurações com outros formatos de tela, o que é uma boa noticia para donos de monitores ultrawide. Há também um recurso de travar quadros, e pelo que indica a barrinha, dá pra ir muito além dos 60FPS.

Entre os recursos que não estão presentes, o HDR ficou de fora para os gamers dos computadores. Outro recurso não disponível foi a resolução dinâmica, algo presente no Assassin's Creed Origins e que "dá uma mãozinha" para os PCs sem hardware o bastante para manter uma taxa alta de quadros, alterando de forma dinâmica a resolução de renderização para "dar um respiro" quando seu PC não está dando conta do game.

A tecnologia antisserrilhado fica por conta de SMAA ou TAA, sendo que essa última não funciona em configurações multi-GPU. Essa mensagem no menu de configuração mostra uma preocupação da desenvolvedora com a combinação de mais de uma placa de vídeo. O game vem recebendo apoio da AMD, inclusive com promoções para os compradores de placas de vídeo Radeon, e como não deve ser surpresa para ninguém, esse game não apresenta tecnologias do pacote GameWorks, da Nvidia. Com tanto Final Fantasy XV (apoiado por Nvidia) quanto Far Cry 5 (apoiado por AMD) saindo esse mês, e ambos sendo games amplos e pesados para o hardware, vai ser interessante ver como cada empresa vai se sair no game apoiado pela rival.

Via: Guru3D
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Qual vai ser o melhor game de setembro de 2020?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.