Samsung ultrapassa Intel em renda e se torna a maior fabricante de chips do mundo

Os resultados financeiros das gigantes da tecnologia para o término do ano fiscal de 2017 nos revelaram uma informação muito importante: a Samsung obteve mais renda que a Intel no seu segmento de semicondutores. A fabricante dos processadores Core obteve US$ 62,8 bilhões ao longo do ano, contra os US$ 69,1 bilhões alcançados pela empresa sul-coreana. Isso significa, efetivamente, que a Samsung se tornou a maior fabricante de chips do mundo, no que se refere ao tamanho da economia das empresas.

Claro que a Intel ainda tem um volume incomparável de produção, especialmente quando falamos de processadores. Mas a Samsung está despontando nas áreas de memória, especialmente de componentes NAND, algo que tem se mostrado muito mais indispensável às soluções em tecnologia do futuro do que os tradicionais processadores da Intel. Isso se tornou ainda mais realidade no último ano, em que concorrentes como AMD e Qualcomm se expandiram tanto no segmento doméstico como no industrial, de servidores.

Qualcomm lança os processadores Centriq 2400
e começa sua investida em servidores

Enquanto isso, os componentes de memória fabricados pela Samsung vão parar nos mais variados dispositivos, sejam eles de fabricantes parceiras ou concorrentes. O The Verge traz uma boa perspectiva do tamanho que está o segmento de chips da empresa: pense que a Samsung fabrica todo tipo de eletrônico, como TVs, todo tipo de eletrodomésticos e as principais linhas de smartphones Android do mundo. E mesmo assim, foi sua área de componentes e semicondutores que trouxe a maior renda para a empresa.

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: The Verge
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que foi pior? O Athlon 3000G com RTX 3080 ou o Ryzen 9 5900X com GeForce GT 1030?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.