AMD é processada por investidores por causa da vulnerabilidade Spectre

O escritório de advocacia Rosen Law Firm anunciou uma ação coletiva contra a AMD por causa da vulnerabilidade de segurança Spectre, que atinge os processadores da empresa.

O processo tem como objetivo recuperar danos sofridos pelos investidores da empresa que, segundo os advogados, não foram informados sobre a falha de segurança.

De acordo com o processo, a empresa fez alegações falsas ou enganosas sobre a vulnerabilidade que deixa os processadores suscetíveis a hackers e, quando o Spectre foi divulgado no começo do ano, "os investidores sofreram danos" por causa das movimentações do mercado.


Processador Opteron, um dos modelos da AMD afetados pelo Spectre

No comunicado enviado à imprensa, a Rosen Law divulgou um link com contatos para que pessoas que compraram ações da AMD entre fevereiro do ano passado e janeiro deste ano apoiem o processo.

AMD diz que está trabalhando com Microsoft
e empresas para corrigir Spectre em suas CPUs

- Continua após a publicidade -

Em um comunicado enviado ao site Tweaktown, a AMD se defendeu dizendo que as alegações são infundadas. "Acreditamos que essas alegações são sem mérito. Pretendemos nos defender vigorosamente contra essas alegações sem fundamento".

Via: Tweaktown
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.