GTX 1080 Ti chega a custar US$ 1.600 e Vega 64 alcança US$ 2.100 por causa da mineração

A mineração das criptomoedas segue firme enquanto alarmistas gritam que a bolha vai estourar. Bolha ou não, os preços das GPUs estão certamente inflando e agora, com a escassez e valores crescentes de placas de vídeo intermediárias, as high-end começaram a enfrentar os aumentos também. Reports vindo do TweakTown encontraram uma GTX 1080 Ti por US$ 1.599, enquanto a Vega 64 chegou nos 2.100, devido à fama do hardware AMD ser um pouco mais eficaz em algoritmos de mineração na plataforma Ethereum. Clique nas imagens para mais detalhes.

2017 deixou bastante complicada a situação para jogadores de PC tentando fazer um update na GPU. Além do "boom" da mineração de criptomoedas, que está sendo ainda mais incentivado agora que alcançou veículos mais tradicionais de imprensa, a Nvidia também não se sentiu ameaçada o suficiente pela AMD no ano passado para lançar novas placas, o que não permitiu uma redução mais relevante de preço da série 10 das GTX. Enquanto a popularidade da mineração continuar crescendo, fica difícil esperar uma redução dos preços desses componentes tão cedo.

Fonte: TweakTown
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.