Apple responde à polêmica em iPhones antigos; baterias novas ficam mais baratas

Após a repercussão negativa acerca da redução de performance em dispositivos mais antigos, a Apple se posicionou oficialmente sobre a polêmica. Em um post com um tom bastante pessoal e direto aos consumidores, a empresa pediu desculpas por desapontar seus clientes e pela confusão que o episódio causou.

O escândalo começou após usuários confirmarem a redução nos clocks dos processadores de seus aparelhos mais antigos, prática que foi confirmada pela própria Apple e que causou inclusive processos contra a empresa. O caso confirmava a percepção de consumidores de que o aparelho "mostrava sinais de perda de performance com o tempo", e reforçou teorias conspiratórias acerca de "obsolescência programada" por parte da fabricante.

No post a Apple volta a explicar suas motivações para essa mudança no funcionamento do iPhone. Segundo a Apple, o objetivo da redução de performance acompanhar o envelhecimento da bateria é garantir que o smartphone não terá problemas como desligamentos inesperados e tentar manter a duração das cargas constantes, como se o aparelho ainda fosse novo. Como a bateria tem perda de eficiência com o passar do tempo, reduzir a frequência da CPU é uma forma de garantir melhor estabilidade e manter a autonomia do dispositivo.

O problema é que essa redução de clock reduz a performance do aparelho, e a falta de transparência da empresa ao implementar o recurso causou revolta entre consumidores. Como forma de recuperar a confiança e premiar a lealdade de seu consumidores, a empresa irá reduzir o custo de troca da bateria do iPhone, de US$ 79 para US$ 29. A troca da bateria soluciona a perda de desempenho pois ao detectar que o componente está em condições ótimas de funcionamento o sistema iOS volta a colocar o processador em suas frequências de operação padrão. 

No post a Apple afirma que a política de preços estará disponível globalmente, porém ainda não sabemos como isso irá impactar no Brasil. Hoje a troca de bateria de um iPhone fora do período de garantia custa R$ 449, mais que o dobro do que o oferecido por empresas terceiras que realizam essa troca.

Além da redução do custo na troca do componente, a Apple também já se comprometeu a lançar em futuras versões do iOS uma funcionalidade que irá mostrar ao consumidor o estágio de degradação de sua bateria, sendo possível determinar se está havendo perda de performance devido a perda de desempenho desse componente.

Fonte: Apple
Tags
  • Redator: Diego Kerber

    Diego Kerber

    Formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Diego Kerber é aficionado por tecnologia desde os oito anos, quando ganhou seu primeiro computador, um 486 DX2. Fã de jogos, especialmente os de estratégia, Diego atua no Adrenaline desde 2010 desenvolvendo artigos e vídeo para o site e canal do YouTube

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.