Apple pode reduzir envios de iPhone X na China [Rumor]

As ações da Apple e de vários de seus fornecedores asiáticos tiveram uma queda depois de um relatório do Economic Daily de Taiwan dizendo que a empresa iria diminuir os envios do iPhone X na China. Alguns analistas de mercado também apontam que a Gigante da maçã pode enviar menos unidades do que programado ao país no primeiro trimestre por causa da redução da demanda. 

Fabricante de roupas chinesa Kon acusa Apple de copiar seu logo para App Store

As análises dizem que a Apple poderá reduzir os envios do iPhone X para 30 milhões de unidades, sendo 50 milhões a expectativa inicial de vendas na China. A Apple não divulgou publicamente seus planos de vendas de 2018, muito menos falou sobre a redução da demanda do seu smartphone premium. 

Apesar dos rumores e leve queda nas ações, a Apple disse que a demanda do novo aparelho na China é melhor do que o esperado. Em uma visita ao país, Tim Cook, CEO da Apple, disse que "não poderia estar mais feliz" com a demanda pelo iPhone X no país.

Apple é processada por limitar desempenho de iPhones antigos sem avisar usuário

Entretanto, as estimativas da empresa na China variam de analista para analista. A JL Warren Capital (EUA), por exemplo, estima que a demanda seja de 25 milhões de iPhone X para o primeiro semestre na China. Já a Loop Capital (EUA), diz que os envios vão suprir de 40 a 45 milhões no mesmo período. 

- Continua após a publicidade -

Jun Zhang, analista da Rosenblatt Securities, diz que a estimativa de envio é de 35 milhões. Segundo ele, compradores "medianos" estão levando mais tempo para trocar seus aparelhos, o que reduziria a compra do iPhone 8 e iPhone X. 

Fonte: Bloomberg
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.