China bloqueou 13 mil sites durante os últimos três anos

De acordo com um relatório liberado pela agência de notícias chinesa Xinhua, o governo da China bloqueou mais de 13 mil websites desde 2015 por não seguirem as leis do país.

Como aponta a Reuters, a investida contra a liberdade de expressão se intensificou há cinco anos, visando diminuir as críticas ao comunismo do país. Segundo o governo, a regulação da internet existe em diversos países e serve para assegurar a segurança nacional e estabilidade social, além de prevenir conteúdos violentos e pornografia.

Coreia do Norte permite sem querer que o
mundo inteiro acesse todos os seus 28 sites

Além dos 13 mil sites retirados do país, mais de 10 milhões de contas foram banidas de sites autorizados no país. Nos últimos cinco anos, 10 milhões de pessoas também foram proibidas de usar a internet ou outros serviços de telecomunicação no país por não fazer cadastros usando o nome real.

Segundo as informações da Xinhua, um levantamento feito pelo governo indica que 90% dos entrevistados apoia este regime de censura imposto pelo governo para controlar a internet, e 65% acredita que o conteúdo nocivo diminuiu.

Por não seguir as leis locais, Skype
está fora das lojas de apps na China

- Continua após a publicidade -

A China é o país mais populoso do mundo, o que torna o local importante para empresas de tecnologia e internet, mas que acabam sofrendo com a censura e tem que se adaptar às normas do governo.

Para manter o controle do conteúdo, o país pede que os serviços liberem acesso a informações confidenciais de usuários e excluam certos resultados de buscas, por exemplo. Graças a isso, sites comuns para o resto do mundo, como Google Play e Facebook, acabam ficando de fora do país.

Via: Reuters
Assuntos
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.