Não aprendemos nada e as piores senhas de 2017 continuam as mesmas de sempre

Mais um ano está acabando e mais um levantamento das Piores Senhas mostra que a maioria das pessoas ainda tem preguiça de criar senhas mais elaboradas para garantir segurança dos conteúdos, dados, nudes, contas etc. 

Foram analisadas senhas de e-mails, contas em redes sociais, serviços de streaming, aplicativos de bancos e, no final da pesquisa, as senhas mais comuns de 2017 são quase as mesmas do ano passado. 

Senhas mais usadas em 2014
Senhas mais usadas em 2015
Senhas mais usadas em 2016

Os clássicos que mais aparecem são os números "123456" ou "password". A pesquisa foi feita pelo SplashData com mais de 5 milhões de senhas vazadas na internet. Confira abaixo as senhas mais comuns e mais vulneráveis de 2017:

1- 123456
2- password
3- 12345678
4- qwerty
5- 12345
6- 123456789
7- letmein
8- 1234567
9- football
10- iloveyou

Em 2017 duas senhas que apareceram no rank das piores senhas chamaram a atenção, são elas: "whatever" (tanto faz) e "starwars". De acordo com a empresa, os hackers estão usando referências de cultura pop ou tópicos mais discutidos para tentar acertar as senhas mais comuns.

- Continua após a publicidade -

A tabela abaixo mostra as senhas inalteradas no rank (unchanged), novas (new) ou que subiram e desceram de posição em relação ao rank de 2016 (up e down, respectivamente).

.....

Está pensando em comprar algum produto online? Conheça a extensão Economize do Adrenaline para Google Chrome. Ela é gratuita e oferece a você comparativo de preços nas principais lojas e cupons para você comprar sempre com o melhor preço. Baixe agora.

Fonte: BGR
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

- Publicidade -

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.