Youtuber é condenado a pagar R$25 mil por fazer vídeo de IPTV

Associação Brasileira de TV por Assinatura venceu um processo contra Marcelo Otto Nascimento, dono do canal do YouTube Café Tecnológico, que foi condenado a pagar R$25 mil por ter feito um vídeo de tutorial sobre sistemas IPTV, que permitem transmitir sinais de TV ilegalmente via internet.

De acordo com a ABTA, o vídeo feito por Nascimento tinha como objetivo promover a pirataria ensinando o uso de Android Boxes que pirateavam o sinal de TV por assinatura. Em sua defesa, o youtuber disse que estava mostrando o funcionamento dos equipamentos e mal falou sobre o sistema IPTV, o que não foi suficiente para convencer o juiz. Além de pagar a multa, Nascimento teve que retirar seu canal do ar e excluir diversos vídeos.

O youtuber disse que não foi contactado pela ABTA e ressaltou que colaboraria com a instituição caso fosse pedido. Nascimento também disse que vai recorrer da decisão do juiz.

A ABTA disse que o caso do youtuber não é isolado e que vai tomar mais medidas legais contra quem promove pirataria de canais por assinatura. A associação disse que "está monitorando outros canais no YouTube e em redes sociais que publicam conteúdo ilegal, como filmes e séries, bem como tutoriais e comparações de dispositivos ou aplicativos destinados a uso ilícito".

Levando em conta que qualquer pesquisa simples feita no Google leva a milhares de resultados similares aos vídeos feitos por Nascimento, a ABTA vai ter que gastar muita grana para processar tanta gente.

Via: Torrent Freak
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.