Facebook e outras redes podem passar a ser culpados por abuso de seus usuários no Reino Unido

O Facebook, Twitter e outras grandes redes podem passar a ser diretamente responsabilizados pelos abusos que usuários cometerem em suas plataformas no Reino Unido, de acordo com informações recentes. Um relatório sendo preparado pelo Comitê de Padrões da Vida Pública (CSPL - sigla em inglês) do país pode recomendar passar a culpa para as redes em casos judiciais, o que se alinha com uma tendência do governo que já tem se mostrado mais inclinado a responsabilizar as empresas que permitem o abuso.

Theresa May, Primeira Ministra do Reino Unido, por exemplo, já sancionou novas regras que obrigam as companhias a removerem conteúdos extremistas de suas redes sociais num prazo máximo de duas horas depois da denúncia. As autoridades do país se declaram "não impressionadas" com o progresso das companhias em coibir abusos em suas plataformas levando em conta seus imensos recursos.

A publicação do relatório oficial da CSPL amanhã deve incentivar debates e promover iniciativas legislativas nesse sentido, o que pode culminar na responsabilização final das empresas em casos de abusos cometidos em suas redes sociais.

Fonte: Neowin
Tags
  • Redator: João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira

    João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

Os jogos mais aguardados do segundo semestre de 2021

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.