Por não seguir as leis locais, Skype está fora das lojas de apps na China

O Skype, aplicativo de comunicação da Microsoft, está inoperante nas lojas de aplicativos chinesas há mais de um mês, segundo o The New York Times. De acordo com as informações, o app foi retirado da Apple Store e também de lojas terceirizadas de apps do Android, já que a Google Play não está disponível no país.

Falando ao NYT, um porta-voz da Apple disse que o Skype não estava seguindo as diretrizes do país, o que levou a retirada do app da Microsoft das lojas mobile. "Fomos notificados pelo Ministério da Segurança Pública de que uma série de aplicativos voz via internet não cumprem as leis locais. Portanto, esses aplicativos foram removidos da loja de aplicativos na China".

De acordo com o jornal, o Skype ainda está funcionando no país, mas não está sendo disponibilizado nas lojas de aplicativo. Ainda não está claro se a remoção é permanente ou temporária.

Até o momento, o serviço faz parte da longa lista de apps que foram bloqueados no país por não cooperarem com as políticas de monitoramento e censura do governo. O WhatsApp, que utiliza criptografia ponta-a-ponta, foi um dos últimos a serem excluídos da China, em setembro.

Outros aplicativos que não podem ser usados na China e são comuns na maioria das partes do mundo são o Gmail, Facebook, Twitter e Snapchat.

- Continua após a publicidade -

A Apple costuma cooperar e frequentemente retira aplicativos da Apple Store que violam as leis ou ajudam a burlar a censura de conteúdo imposta pelo governo da China. O objetivo da empresa estadunidense é garantir sua permanência no país, que é um dos mercados que mais consome smartphones no mundo.

Via: NY Times
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.