Antes da Black Friday, confira os 10 e-commerces com mais reclamações dos consumidores em 2017

Com a Black Friday a apenas poucos dias de nós, a firma especializada em análise de vendas ITBroker resolveu categorizar quais são as lojas virtuais com mais reclamações entre os usuários, e também quais são essas queixas.

Os especialistas avaliaram as 50 maiores companhias de comércio eletrônico do Brasil durante todo o ano de 2017. Juntas, essas empresas são responsáveis por 79 lojas de e-commerce diferentes, e que somaram R$ 30,5 bilhões de faturamento em 2015.

A maior reclamação dos consumidores é de atraso na entrega, algo que 48% do total já enfrentou. Os clientes reclamaram que 38 destas empresas já atrasaram o envio do produto.

Já o 2º problema que mais usuários enfrentaram é o de não receber o que compraram. Isso representa 22,7% de todas as reclamações. Os consumidores já passaram por este problema com 18 dos e-commerces avaliados. Para fechar, 15% das queixas são por causa de produtos com defeito, com 12 dos e-commerces analisados.

Confira abaixo o ranking dos 10 e-commerces com maior volume de reclamações em 2017:
1. Casas Bahia
2. Extra.com
3. Netshoes
4. Americanas.com
5. Magazine.com
6. Dafiti
7. Ricardo Eletro
8. Saraiva
9. Renner
10. Submarino

- Continua após a publicidade -

“Temos entre nossos clientes consultoria, produtoras, empresas de logística e de tecnologia, entre outras, que, por meio dessas análises, obtém informações altamente relevantes que podem embasar sua estratégia de vendas”
- Natan Reiter, fundador do Nata Reiter

“Temos entre nossos clientes consultoria, produtoras, empresas de logística e de tecnologia, entre outras, que, por meio dessas análises, obtém informações altamente relevantes que podem embasar sua estratégia de vendas”
- Natan Reiter, fundador do Nata Reiter

A análise levou em conta 397 mil reclamações de usuários. Destas, 389 mil foram respondidas e cerca de 8 mil ainda estão sem respostas. O tempo médio para um consumidor receber uma resposta é de 10 dias. O índice de problemas solucionados é de 77%. 59% dos usuários voltariam a comprar nos e-commerces citados.

Tags
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.