Mãe e filho batem Face ID do iPhone X sem dificuldades em vídeo

Depois de ser batido por uma máscara, o Face ID do iPhone X protagonizou um novo vídeo sendo vencido por uma mãe e seu filho. Nas imagens acima, Sana Sherwani e Ammar Malik, de 10 anos, mostram como desbloquear o smartphone de US$ 999 apenas tendo rostos similares.

Falando para a Wired, Sana disse que descobriram a falha por acaso, quando ela ativou o recurso e, alguns minutos depois, seu filho pegou o smartphone e conseguiu acessar os apps sem enfrentar dificuldade alguma.

O sistema de reconhecimento facial já havia deixado a desejar ao tentar diferenciar irmãos gêmeos, o que indica que parentes próximos podem ter uma "vantagem" contra o sistema, que promete mais segurança em comparação ao Touch ID.

Segundo a Apple, a probabilidade de uma pessoa conseguir desbloquear o smartphone protegido com Face ID é de 1 em 1 milhão, enquanto no Touch ID, o número é de 1 em 50 mil.

Attaullah Malik, marido de Sana Sherwani  e funcionário da empresa de tecnologia Taskstream, disse que o recurso é útil, mas essa falha abre brechas para violação de privacidade e também uso de recursos financeiros no smartphone. 

- Continua após a publicidade -

Smartphones, games e tech para crianças, como lidar? 

"Se meu filho tem acesso ao celular da minha esposa com esse tipo de aplicativo (delivery de comida), ele pode comprar quanto sorvete quiser e quando quiser", explica. Inclusive, já vimos casos do tipo aqui no Adrenaline.

A Apple ainda não comentou oficialmente sobre o assunto. Ainda sem data de lançamento no Brasil, o iPhone X deve chegar por aqui custando preços a partir de R$ 7 mil. 

Via: Wired, Wired
Tags
  • Redator: Mateus Mognon

    Mateus Mognon

    Mateus Mognon é formado em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina. Vencedor do prêmio SET Universitário na Categoria Reportagem Digital, atua nos sites do grupo Adrenaline desde 2014. Atualmente, colabora para os veículos com notícias, análises e artigos envolvendo tecnologia e games.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.