Microsoft é processada por acusar empresa de piratear Office e não provar

A Microsoft, juntamente com a Business Software Alliance (BSA), acusou a companhia Hanna Instruments, fabricante dos Estados Unidos de instrumentos de medição, de estar pirateando seu software Office. A empresa acusada se defendeu alegando ter comprado legalmente o pacote da Microsoft, mesmo assim a Gigante da tecnologia não se convenceu. 

Bill Gates investe US$ 80 milhões em terreno para construir cidade

Após apresentar comprovantes das chaves de licença para o Office e notas ficais de compra do software, a Hanna Instruments decidiu processar a Microsoft. A empresa alega que seus softwares são legítimos e que a Microsoft não tem nenhuma prova de que houve pirataria. 

Xbox One X bate PS4 Pro e vende 80 mil unidades na primeira semana no Reino Unido

A Hanna Instruments exige em seu processo uma declaração da BSA e da Microsoft de que a empresa não pirateou seus programas e não fez "nada de errado". A BSA alertou que a empresa de instrumentos de medição poderá arcar com uma multa de US$ 4,9 milhões, mas ofereceu um acordo de US$ 73 mil como solução, caso a empresa acusada "confesse" a pirataria.

Ficamos no aguardo da decisão da corte sobre o caso.

Fonte: Torrent Freak
Assuntos
Tags
  • Redator: Mariela Cancelier

    Mariela Cancelier

    Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.