Smartphones podem passar a ter telas inquebráveis mais rápido do que imaginamos

Não é incomum ter um celular com a tela trincada ou muito prejudicada por quedas. Para nossa sorte, pesquisadores da Universidade de Sussex parecem ter descoberto como acabar com esse problema de fragilidade das telas. Combinando nanofios de prata com grafeno, a nova tela que está sendo desenvolvida promete ser mais barata, forte e sustentável que qualquer outra do mercado.

Os celulares atualmente têm a tela feita com óxido de estanho de índium, com ele é formado um filme transparente e altamente condutor para formar os pixels e a sensibilidade ao toque do touchscreen. Apesar de ser utilizado em todo o mundo, a maior desvantagem deste material é a fragilidade. Outro contra é o fato de ser derivado do índium, um mineral com taxas altíssimas para a extração e cada mais escasso no planeta. 

Enquanto a tela inquebrável não é aplicada e popularizada, o jeito é recobrir nossos aparelhos com vidros de proteção na tela e capas de proteção. Afinal de contas, o preço dos smartphones são altos demais para pôr em risco por causa de uma queda. No mercado não são muitos os dispositivos que vêm com a proposta de oferecer telas com altíssima resistência, mas um dos exemplos é o Motorola Moto Z2 Force

Sobre o grafeno

Produzido à partir do grafite natural, este é um material até 200 vezes mais forte que o aço e é mais duro que um diamante. Sua espessura ultra fina, um milhão de vezes mais fino que um fio de cabelo, fez com fosse considerado o primeiro material 2D de todo o mundo. Ele é transparente, impermeável, levíssimo, abundante em nosso planeta e é também o material com a maior capacidade de condução elétrica já descoberto.

- Continua após a publicidade -

 

Fonte: Universidade de Sussex
Assuntos
Tags
  • Redator: Neri Neto

    Neri Neto

    O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Adrenaline. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.