Microsoft finalmente decide encerrar fabricação do Kinect de maneira oficial

A Microsoft oficializou o que, na prática, já tinha acontecido há um bom tempo: a morte do Kinect. A companhia finalmente encerrou a produção do sensor de movimentos.

Xbox One nunca terá uma versão sem Kinect na caixa, diz Microsoft

O Kinect original foi lançado em 2010 para o Xbox 360 e, na época, logo se tornou o eletrônico para consumidores que vendeu mais rápido na história. No total, 35 milhões de unidades do dispositivo foram comercializadas desde 2010.

Com o tempo, porém, o periférico não sustentou uma popularidade a longo prazo. A decisão da Microsoft de colocar um Kinect 2.0 em todas as versões do Xbox  One, aumentando o preço do console, também não colaborou com a situação.

- Continua após a publicidade -

Apesar disso, a Microsoft vai continuar fornecendo suporte aos consumidores que já possuem o Kinect, e o aparelho continuará à venda em lojas que o tenham em estoque. As ferramentas de desenvolvedores continuam disponíveis, e seu futuro continua incerto.

As tecnologias presentes do Kinect seguirão no mercado, mas operando em outros dispositivos. O sensor Kinect v4, por exemplo, está dentro do headset de realidade aumentada da Microsoft, o Hololens.

A equipe de engenheiros do Kinect foi essencial para a criação de várias tecnologias da Microsoft, como a assistente de voz Cortana, o sistema de reconhecimento facial Windows Hello e uma interface chamada Gaze, Gesture and Voice (GGV).

Isso sem contar a influência do sistema para a indústria de tecnologia. Seus comandos de voz foram imitados por empresas como Apple (Siri), Google (Assistant) e Amazon (Alexa). Seu sistema de rastreamento 3D foi a base para o Google Project Tango e para o sistema Face ID do iPhone X. Ele também foi o primeiro dispositivo eletrônico para consumidores a trazer um sistema de aprendizado de máquina em sua fundação.

Via: Co.Design, Eurogamer
  • Redator: Carlos Felipe Estrella

    Carlos Felipe Estrella

    Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation 1. Em 2005 migrou para o PC, e aí começou a se interessar por tecnologia. Formado jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Qual os planos para hardware esse ano?

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.